Moda!

Sou jornalista, pós graduada em Marketing e Criação de Moda. Minha vida profissional sempre esteve atrelada à televisão, onde passei a atuar na década de 80. Também exercitei o ofício de professora no Curso de Moda da Universidade Regional de Blumenau. O blog surgiu como um instrumento de divulgação fantástico e um novo desafio na minha carreira. A ideia não é discorrer sobre tendências internacionais de moda, nem dissecar coleções desfiladas por esta ou aquela marca. Minha pretensão é levar informação de uma forma descomplicada, com um conteúdo fácil de compreender. Desejo de alguma forma ajudar as pessoas na diária tarefa de inovar suas produções de moda. Também faço questão de valorizar os talentos locais e os produtos que encontramos nas lojas de Blumenau e região. Tudo conectado com as novidades da moda globalizada.

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Mídi: o retorno ao guarda-roupa feminino.

As tendências para o outono e inverno inspiradas no estilo retrô trouxeram de volta o mídi (comprimento pode ir do meio da panturrilha até poucos centímetros acima do tornozelo). A trajetória desse comprimento alongado começa nos anos 20, quando no máximo da ousadia, as mulheres mostraram as canelas. Na pós-crisde de 1929 a bainha desceu por conta do conservadorismo reinante na época. Na década de 40, a Segunda Guerra Mundial resultou no racionamento de tecido obrigando as mulheres a encurtar a barra para a altura dos joelhos. O cenário da moda muda radicalmente nos anos 60 com a invenção da minissaia, sinalizando a emancipação feminina. Depois disso vieram os longos da era pop/hip em 1970, o culto ao corpo na década de 80 (mais pernas de fora) e o retorno do mídi em 1990. E esse comprimento foi confirmado para o verão Internacional 2011. Por aqui essa moda também promete revolucionar a silhueta feminina. Nas Semanas de Moda brasileiras, muitas marcas apostaram nessa nova estética. Muita gente torce o nariz para o mídi alegando que esse comprimento envelhece. Na verdade, essa proposta exige novas atitudes, novos tipos de saltos e acessórios para deixar a produção moderna. O look pode ter um estilo cinquentinha ou um clima anos 70, mas a escolha da década para inspiração não pode comprometer a silhueta. Este comprimento exige cuidado para as mulheres baixas. O mídi pode deixar as pernas mais curtas. No entanto, marcar a cintura e fazer a combinação correta com o calçado pode transformar esse comprimento numa tendência democrática. Um comprimento que aparece em saias de tecidos leves e estruturados e em modelos de linhas retas ou rodadas. Enfim, opções não faltam.


Roberto Cavalli



Donna Karan



Donna Karan



Phillip Lim





Andrea Marques





Andrea Marques




Fause Haten



Louis Vuitton






Fotos: Revista ELLE
Revista Quem
Revista Caras

4 comentários:

  1. Elegantérrimo. Mas e pra quem tem quadril largo feito eu? Socorro, engorda paaaaaacas... Mirian, aproveito para divulgar entre a sua seletíssima audiência, minha nova coluna no mídiamoda:
    http://www.midiamoda.com.br/noticias/vermais/categoria/colunistas/noticia/nilma-raquel-o-aue-da-questao
    Beijos, obrigada!

    ResponderExcluir
  2. Tomara que essa moda não pegue, afinal, acho esquisito esse comprimento se considerarmos a tendênca dos sapatos fechados tipo ankle boots que continuarão em alta neste inverno, como ficar elegante com um pedacinho de perna aparecendo entre o vestido e o sapato? Sei lá.

    ResponderExcluir
  3. ......PURO GLAMOUR.... PRATICIDADE PURA...

    SEGURANÇA DE BELEZA

    A QUALQUER MOMENTO E EM QUALQUER COMPROMISSO SOCIAL OU PROFISSIONAL

    As AMPOLAS LIFTING COUP d´ECLAT DA FRANÇA AMENIZAM RAPIDAMENTE AS RUGAS DE EXPRESSÃO , DIMINUEM O CANSAÇO DO ROSTO E NÃO INFLUEM NA SUA BASE DE MAQUIAGEM POR SEREM INCOLORES .


    VC VAI ADORAR...........................

    Não irritam a pele e são ate indicadas por dermatologistas para as rugas de expressão


    ESTUDOS DE EFICACIA MENSURÁVEL EM
    3 MINUTOS ,4 HORAS.,8 HORAS sem e COM MAQUIAGEM

    consulte os sites ( são sites técnicos e não de venda):
    asepta.com ( da França )
    asepta.com.br ( no Brasil )


    TER ESTE TIPO DE PRODUTO LEVE ( 1 GRAMA ) NA BOLSA ASSEGURA SEMPRE ESTARMOS PRONTAS PARA ATENDER ADEQUADAMENTE QUALQUER COMPROMISSO EMERGENCIAL INADIÁVEL COM TRANQUILIDADE E SERENIDADE

    ResponderExcluir
  4. Realmente o comprimento midi não é fácil de usar. Falta de hábito talvez. Mas segundo dicas de fashionistas, para alongar a silhueta, é bom usar scarpins bicudos (sim, eles estão voltando) e cinto fininho marcando a cintura. Mas, graças a Deus temos tantas opções de moda que podemos nos dar ao luxo de simplesmente deletar o que não gostamos. Por enquanto, não me entusiasmei por essa proposta retrô.

    ResponderExcluir